top of page

Podcast 
A vida fora do país na visão mindful.

Tenha aqui a transcrição do podcast - A vida fora do país na visão mindful.

Receba também os exercícios da prática sobre lidar com a culpa.

Bom proveito!

Above the Clouds

Transcrição

A vida fora do país na visão mindful.

Luz à todos

Bem-vindos a mais um podcast e hoje estou aqui para falar sobre a vida fora do país de uma perspectiva mindful. 

Como alguns de vocês já sabem, eu vivo fora do meu país de origem, que é o Brasil, há mais de 15 anos. Hoje moro na Dinamarca, onde me casei, me formei, tive meus 3 filhos aqui e até me divorciei. 

É claro que já me considero uma pessoa totalmente situada e com uma vida totalmente estável aqui… com meu trabalho, família, amigos…

Mas quando comento que já estou morando aqui a tanto tempo, percebo sempre que as pessoas acabam julgando e achando que eu já me tornei uma Dinamarquesa, que não conheço mais o Brasil. Elas até comentam que eu nem sou mais brasileira… o que é totalmente equívoco. 

Por mais que cheguei na terra da rainha com meus poucos 18 anos de idade, eu jamais me considerei dinamarquesa.

Agora não vou ser hipócrita com vocês…

Me considerar dinamarquesa é uma coisa, mas me adequar às tradições e ideologias é outra coisa totalmente diferente.

Agora você deve estar se perguntando…

“Mas o que fez você parar aí na Dinamarca? Um lugar tão longe…”

Bom, tudo começou com a minha mãe.

Ela veio morar na Dinamarca para ficar perto do seu marido dinamarquês, e eu como já havia terminado meu ensino médio, decidi continuar meus estudos em um país de primeiro mundo.

Mas que coragem, não é mesmo?

Pois é… tendo 18 anos, motivada pela mudança, com sua mãe de porto seguro e ainda sendo naturalizada portuguesa, beneficiando a entrada e estadia em outro país da europa, com tudo isso nem pensei duas vezes.

E sabe que nem mesmo tendo essa naturalização europeia eu me considero ser uma europeia.

Pelo contrário…

Eu amo meu país, e estando tão longe dele por tanto tempo, me faz ainda mais me orgulhar de onde vim e que raízes eu trago para minha família daqui.

Morar em um país estrangeiro pode ser uma experiência emocionante e muito gratificante também, mas também pode ser bem desafiador e estressante. 

Acredito que a minha vida se tornou como se tornou, com todos os acertos e erros, muito pela a minha mente e como eu vejo a vida. O meu mindset…

Hoje venho aqui falar com vocês como a prática da atenção plena pode ajudar a tornar a vida no exterior de uma maneira mais agradável e significativa.

A primeira coisa que devemos lembrar é que, quando estamos vivendo em um país estrangeiro, estamos imersos em uma cultura diferente da nossa. E isso pode ser bastante desafiador, especialmente se não estamos acostumados a lidar com mudanças significativas em nossa vida. 

E praticando a atenção plena ajuda a lidar com essa mudança e a viver o momento presente, sem se preocupar com o passado ou o futuro… 

Sem se preocupar com a vida e os costumes vividos no outro país. 

Nos ajudando a nos focar na nossa vida nova. No nosso recomeço.

 Ao fazer isso, podemos começar a sentir um senso de conexão com o novo ambiente em que estamos vivendo.

Além disso, a prática da atenção plena pode ajudar a reduzir o estresse, a ansiedade e a saudade que muitas vezes acompanham a vida no exterior. 

Muitas coisas acontecem… Tanto na forma física quanto na emocional. E uma delas é a saudade dos amigos e familiares “deixados” no seu país de origem.

E é por isso que eu digo que uma das chaves do mindfulness é a aceitação, ou seja, permitir-se sentir as emoções sem julgamento ou resistência. Em vez de tentar ignorar a saudade, tente reconhecer e aceitá-la como uma parte natural da experiência humana.

Uma outra coisa boa a fazer nessas situações,  é cultivar os relacionamentos antigos e manter contato regular com amigos e familiares por meio de chamadas de vídeo ou mensagens. Isso pode ajudar a aliviar a saudade e fornecer uma sensação de conexão.

Mas além da saudade, quando nos mudamos para um novo país, pode ter também muitas coisas a fazer, desde encontrar um lugar para morar até mesmo aprender um novo idioma. E essas tarefas podem parecer esmagadoras, mas a prática mindful pode ajudar a reduzir essa ansiedade e o estresse associados a essas tarefas.

Como muitos já sabem, uma das melhores maneiras de praticar a atenção plena é através da meditação. A meditação pode ajudar não só a acalmar a mente, mas também a cultivar a capacidade de estar presente no momento. Além disso, a meditação também pode ajudar a reduzir a ansiedade e o estresse, além de aumentar a sensação de calma e tranquilidade dentro de nós mesmos.

Outra maneira de praticar a atenção plena vivendo em outro país, é através da observação consciente. Quando estamos em um país estrangeiro, muitas vezes acontecem muitas coisas novas e interessantes ao nosso redor. A observação consciente envolve prestar atenção aos detalhes e estar plenamente presente no momento. Isso pode ajudar a cultivar um senso de gratidão e apreciação pelo novo ambiente em que estamos vivendo.

Por fim, é importante lembrar que viver em um país estrangeiro pode ser uma experiência muito enriquecedora e transformadora. Embora possa ser desafiador, mas graças à prática da atenção plena podemos tornar a vida no exterior mais significativa e gratificante. Ao cultivar a capacidade de estar presente no momento e apreciar o que está ao nosso redor, podemos criar uma sensação de pertencimento e conexão com o novo ambiente em que estamos vivendo.

Muito obrigada por me ouvir neste podcast sobre viver fora do país de uma perspectiva mindful. Espero que você tenha encontrado algumas dicas úteis para tornar sua experiência no exterior mais agradável.

Fico por aqui e até a próxima!

Pratique lidar com a vida no exterior

Prática diária para lidar com a vida no exterior:​

  1. Meditação: A meditação é uma das melhores maneiras de praticar a atenção plena. Dedique alguns minutos todos os dias para meditar, sentado em um lugar tranquilo e sem distrações. Concentre-se em sua respiração, em como seu corpo se move ao respirar e em como se sente no momento presente.

  2. Exercício de visualização: Dedique alguns minutos para imaginar o seu futuro no novo país. Imagine-se vivendo a vida que deseja e se conectando com pessoas que gostaria de conhecer. Isso pode ajudar a criar um senso de direção e esperança para o futuro.

  3. Prática de gratidão: Dedique alguns minutos todos os dias para pensar em coisas pelas quais é grato. Isso pode incluir pessoas, eventos ou até mesmo pequenas coisas na sua vida cotidiana. A prática da gratidão pode ajudar a mudar o foco da mente para coisas positivas e trazer um senso de felicidade e satisfação.

  4. Prática de mindfulness ao comer: Ao comer, dedique alguns minutos para se concentrar em sua comida. Observe a textura, o sabor e o cheiro da comida. Isso pode ajudar a se concentrar no momento presente e a desacelerar a mente.

  5. Prática de mindfulness ao caminhar: Quando estiver caminhando, observe sua respiração e a sensação de seus pés no chão. Observe a paisagem e as pessoas ao seu redor. Isso pode ajudar a se sentir mais conectado com o ambiente ao seu redor e trazer um senso de calma e presença.

  6. Prática de mindfulness em momentos de estresse: Quando se sentir estressado, dedique alguns minutos para se concentrar em sua respiração e nas sensações em seu corpo. Observe a tensão em seu corpo e tente relaxar conscientemente os músculos. Isso pode ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade em momentos de dificuldade.

  7. Prática de mindfulness em relacionamentos: Dedique alguns minutos para ouvir atentamente as pessoas com quem se relaciona. Observe suas expressões faciais e suas palavras, tente entender suas emoções e seja empático. Isso pode ajudar a criar conexões mais profundas e significativas com as pessoas ao seu redor.

Leia com calma, se foque nas palavras e pratique a meditação.

Respire...

Exercício de meditação para lidar com a vida no exterior:

  1. Encontre um lugar tranquilo onde você possa se sentar ou deitar confortavelmente.

  2. Feche os olhos e respire profundamente algumas vezes. Sinta seu corpo relaxar a cada expiração.

  3. Visualize um lugar onde você se sente feliz e seguro. Pode ser um lugar que você já visitou ou algo que você imagina.

  4. Sinta a sensação de segurança e felicidade que este lugar traz para você. Permaneça neste estado por alguns momentos.

  5. Agora, visualize-se caminhando por um caminho que leva ao exterior. Você se sente forte e confiante em sua jornada.

  6. À medida que você caminha, imagine que seus pensamentos e preocupações são como nuvens que passam pelo céu. Deixe-os ir embora sem se prender a eles.

  7. Sinta seus pés firmemente plantados no chão e sinta a energia da terra e da natureza ao seu redor.

  8. A cada respiração, imagine que você está absorvendo a energia positiva do ambiente e deixando ir qualquer tensão ou ansiedade que você possa sentir.

  9. Repita para si mesmo: "Eu sou forte e capaz de enfrentar qualquer desafio. Eu sou capaz de encontrar a felicidade e a alegria onde quer que eu esteja."

  10. Permaneça neste estado por alguns minutos, respirando profundamente e sentindo a paz interior.

  11. Quando estiver pronto, abra os olhos lentamente e volte ao presente.

  12. Espero que essa meditação guiada possa ajudá-lo a lidar com a vida no exterior de uma maneira mais consciente e tranquila. Lembre-se de praticar a meditação com frequência para que você possa encontrar a calma interior e a paz que você procura.

 

Luz à todos!

Agora descreva...

Descreva, escrevendo em um caderno, as sensações que você sente após praticar os exercícios desse tema.
Se abra honestamente às novas emoções, mesmo que ainda se sinta desconfortável. 


Lembre-se de que a prática da atenção plena requer paciência e persistência. Quanto mais você praticar, mais fácil será permanecer presente no momento e reduzir a influência dos pensamentos e distrações em sua mente.

Sinta-se à vontade de voltar aqui quando precisar.

Nathalia Cabrita

bottom of page